Preview only show first 10 pages with watermark. For full document please download

Chuva De Meteoros

Artigo sobre Chuva de Meteoros, já editado em alguns jornais e em sites especializados.

   EMBED

  • Rating

  • Date

    December 2018
  • Size

    27KB
  • Views

    1,386
  • Categories


Share

Transcript

CHUVA DE METEOROS! Quando observamos o céu em uma noite sem Lua e com condições climáticas boas, vemos muitas estrelas brilharem no firmamento. Quem já pôde contemplar esta imagem, certamente também já deve ter visto uma ESTRELA- CADENTE (nome popular). Mas, o que é uma ESTRELA-CADENTE? São pequenos fragmentos de matéria que estão vagando pelo espaço e são atraídos pela força gravitacional da Terra, penetrando em nossa atmosfera. Vemos então, uma estria - o caminho percorrido na atmosfera por este fragmento. Enquanto se encontra no espaço, o fragmento recebe o nome de METEORÓIDE. Se chegar a atingir a superfície do nosso planeta, então recebe o nome de METEORITO. Ao fenômeno luminoso (estria), dá-se o nome de METEORO. ( É importante lembrar que a chuva, o vento, o relâmpago, o trovão ou qualquer fenômeno atmosférico, também recebem o nome de METEORO ). A estria se forma devido ao atrito desse fragmento com a camada da atmosfera que recebe o nome de Ionosfera. Ao atravessar a Ionosfera, esses fragmentos se tornam incandescentes, dando origem a estria luminosa. As dimensões desses fragmentos são em sua maioria, muito pequenas, não ultrapassando o tamanho de um grão de arroz! E o que são Chuvas de Meteoros? É quando ocorre um aumento considerável na quantidade visível desses fragmentos. Elas recebem o nome da constelação que aparentemente as originam, isto é, da constelação que está ao fundo de onde os fragmentos parecem penetrar na atmosfera terrestre. Geralmente essas Chuvas ocorrem quando nosso planeta atravessa a órbita de um Cometa. É que nessas órbitas, residem muitos fragmentos que se desprendem do núcleo cometário quando o mesmo se aproxima do Sol. Então, quando a Terra passa por este ponto, aumenta a quantidade dos fragmentos que penetram nossa atmosfera, dando origem assim, as Chuvas de Meteoros! Este é um fenômeno astronômico que pode ser observado por qualquer pessoa, pois não necessita de instrumentos e nem de conhecimentos na área de Astronomia. É muito fascinante você ficar olhando para o céu na espera que algum desses fragmentos penetre nossa atmosfera. Mesmo em noites que não estejam programadas estas Chuvas de Meteoros, sempre se observará esse fenômeno, porém com uma taxa horária menor. Não se deve tentar avistá-los em noites com a Lua Cheia brilhando no céu, pois seu brilho ofusca a visão da estria, não permitindo apreciarmos este maravilhoso fenômeno. O melhor horário para observá-los, é a partir das 00:00 hs. até as 05:00 hs. Para aqueles que forem embarcar nessa caçada cósmica, é bom lembrar que na madrugada a temperatura sempre cai alguns graus, por isso, um agasalho e uma garrafa de chá ou café com alguns biscoitos, serão muito bem associados aos Meteoros! Por exemplo, a chuva do dia 05 de Maio está relacionada ao Cometa de Halley e ocorre na constelação de Aquário e é estimada em uma média de 8 Meteoros por hora. A fase da Lua tem de ser observada para sabermos se a fase será propícia para a observação dos meteoros e o melhor horário para avistarmos os fragmentos do Halley, será na madrugada do dia 05. Uma boa caçada e que brilhem muitos Meteoros em suas noites! Autor: Prof.Emerson R. Perez – Astrônomo do Planetário Itinerante Sedna www.planetariosedna.com