Preview only show first 10 pages with watermark. For full document please download

Avaliação.abdome E Extrem

exame do abdomen

   EMBED

  • Rating

  • Date

    December 2018
  • Size

    3.9MB
  • Views

    3,716
  • Categories


Share

Transcript

EXAME FÍSICO ABDOME E EXTREMIDADES Maria Lurdemiler Sabóia Mota Mestre – Doutora em Farmacologia Universidade de Fortaleza - UNIFOR Os Quadrantes Abdominais QSD Fígado Vesícula biliar Duodeno Cabeça do Pâncreas Rim e supra-renal D Parte do Colón transverso e ascendente QID Ceco Apêndice Ovário e trompa D Ureter D Cordão espermático D QSE Estômago Baço Lobo E do fígado Corpo do Pâncreas Rim e supra-renal E Parte do Colón transverso e descendente LINHA MÉDIA Aorta Útero Bexiga QIE Parte do Colón descendente Cólon sigmóide Ovário e trompa E Ureter E Cordão espermático E As Nove Regiões Abdominais ABDOME Visão Anterior Visão posterior INSPEÇÃO DE ABDOME Plano Globoso INSPEÇÃO DE ABDOME Escavado Distendido PALPAÇÃO DE ABDOME Identificação de massa palpável -Localização -Tamanho -Formato -Consistência (mole, firme, dura) -Superfície (lisa, nodular) -Mobilidade (inclusive movimentação com a respiração) -Pulsatilidade -hipersensibilidade TÉCNICAS DE EXAME ABDOMINAL SINAL DE BLUMBERG Descompressão dolorosa Resposta negativa: ausência de dor com liberação da pressão TESTE DO MÚSCULO ILIOPSOAS Suspeita de dor abdominal (apendicite) Resposta negativa: ausência de dor TESTE DE MURPHY Parada Inspiratória devido compressão hepática Indicativo de colecistite e de colelitíase Resposta negativa: palpação hepática indolor TESTE DO OBTURADOR Suspeita de apendicite Resposta negativa: ausência de dor TESTE DE ROVSING Dor na QIE com a palpação no QID (apendicite) DOR ABDOMINAL AGUDA Mais importante do que os exames complementares Avaliação clínica Anamnese e exame físico Automedicação Analgésicos e Antibióticos Dificultar muito o diagnóstico, retardando também o tratamento Causas mais freqüentes de dor abdominal aguda que podem exigir tratamento cirúrgico em caráter de urgência. AVALIAÇÃO CARDIOVASCULAR IDEAL  Ordem •Pulso e pressão arterial •Extremidades •Vasos do pescoço •Precórdio AVALIAÇÃO DO SISTEMA VASCULAR PERIFÉRICO INSPEÇÃO E PALPAÇÃO Inclui: MEMBROS SUPERIORES E MEMBROS INFERIORES Formato das unhas Baqueteamento digital Enchimento capilar Temperatura Cianose Condições da rede vascular e pulsos edema EXTREMIDADES ACHADOS NAS INSUFICIÊNCIAS ARTERIAL E VENOSA Insuficiência arterial Pulsos reduzidos ou ausentes Pele pálida, fria e brilhante Pode sentir dor nas pernas e pés Ulcerações Pé apresenta coloração vermelho-escuro quando pendente Unhas espessas e irregulares ACHADOS NAS INSUFICIÊNCIAS ARTERIAL E VENOSA Insuficiência venosa crônica Presença de ulcerações ao redor do tornozelo Pulsos presentes, mas pode ser difícil encontrá-los por causa do edema Pé pode ficar cianótico quando pendente EXAME FÍSICO DADOS SUBJETIVOS SINAIS E SINTOMAS IMPORTANTES - Alterações vasculares periféricas: periféricas: Frio, dormência, descolorações, hipersensibilidade e EDEMA. EDEMA. EXAME FÍSICO EXTREMIDADES Membros – Pesquisa de Edema (ICC direita) • Pesquisa de Cianose • UnhasUnhasTempo de Enchimento capilar Baqueteamento digital INSPEÇÃO E PALPAÇÃO DOENÇA PULMONAR Os dedos em baqueta de tambor são uma hipertrofia das pontas dos dedos das mãos e dos pés, com uma perda do ângulo de saída da unha (unha em vidro de relógio).